fbpx

Vantagens de uma contabilidade especializada em varejo farmacêutico

Três empresários de farmácia contam por que optaram por uma contabilidade especializada e quais impactos tiveram nos negócios.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Vantagens de uma contabilidade especializada em varejo farmacêutico
Sumário

Em toda profissão existem as especializações. Quando o acadêmico se forma em Medicina, por exemplo, ele escolhe uma área para se especializar: cardiologia, pediatria, dermatologia, mas todos são médicos. O mesmo ocorre na Contabilidade. Todos são contadores, mas alguns se tornam especialistas em determinadas áreas. Apesar de não haver cursos específicos, a prática do dia a dia promove um conhecer mais direcionado para determinados segmentos. Esse é o caso de uma contabilidade especializada em varejo farmacêutico.

O setor de farmácias e drogarias possui muitas particularidades em relação a outros segmentos. As áreas regulatória e tributária são as mais sensíveis, específicas e complexas, o que demanda um conhecimento aprofundado sobre todas as regras.

A legalização de uma farmácia envolve órgãos reguladores como Anvisa, Vigilância Sanitária e Conselho Regional de Farmácia. Na área tributária, as diferentes alíquotas para PIS/COFINS e a forma de arrecadação pela Substituição Tributária fazem com que a farmácia necessite de contadores que entendam as normas do setor farmacêutico.

Aproveite e baixe o e-book 4 PASSOS PARA LEGALIZAR SUA FARMÁCIA

Muitas situações variam de acordo com o regime tributário em que a farmácia está enquadrada. E até para isso é importante contar com ajuda especializada. “Existem as variáveis de cada regime tributário, em que o contador, conhecendo o segmento, pode propor alternativas tributárias que vão trazer mais lucratividade para a farmácia”, comenta Bruno Moura, contador da Farma Contábil.

Segundo o especialista, a farmácia tem possibilidades de deduções de impostos que poucos segmentos no Brasil têm, pois dentro de cada regime existem alternativas legais de abatimentos de tributos que somente uma contabilidade específica conhece a fundo. “Como especialistas, nossa missão é identificar em que regime a empresa pode ter mais economia sem desrespeitar as normas, não apenas escolhendo o melhor regime tributário, mas também diagnosticando e oferecendo a melhor opção para o empresário”, acrescenta o contador.

Quando a farmácia não é assessorada corretamente, corre-se o risco de ter prejuízos com autos de infração ou pagar impostos além de que realmente é devido. “O segmento farmacêutico tem um custo muito alto de operação e uma lucratividade muito baixa. A gente não quer reduzir imposto vendendo menos, e sim escolhendo o melhor regime”, destaca Bruno.

Leia também: 3 passos para economizar no pagamento de impostos

Mais que um contador: consultor

Não faz muito tempo, o contador era chamado de “guarda-livros”. Seu papel limitava-se a preparar as guias dos impostos a serem pagos e a fazer a folha de pagamento. Mas essa interpretação da função do contador vem mudando nas últimas décadas. Cada vez mais, ele atua como consultor, parceiro da farmácia, que ajuda na gestão, propõe saídas para diversos problemas e está ao lado do gestor nas tomadas de decisão. “O empresário tem que procurar o contador para se consultar da mesma forma que procura qualquer outro profissional. Nosso papel está além da confecção de guias e declarações acessórias. Podemos auxiliar na gestão da farmácia e na escolha dos melhores caminhos a seguir”, pontua o especialista.

Quem experimenta aprova uma contabilidade especializada

O empresário Diego Geraldino, de Cuiabá, no Mato Grosso, proprietário de três drogarias, migrou para uma contabilidade especializada em agosto de 2020. Segundo ele, a parte tributária do varejo farmacêutico é muito complicada. “Empresário nenhum consegue acompanhar, até porque não faz parte da nossa rotina. Por isso, tem que ter uma contabilidade responsável e honesta, que nos entregue tudo mastigado”, defende ele.

Em Itápolis, São Paulo, José Luiz procurava uma contabilidade especializada em canal farma há algum tempo. Fez a troca de contador e afirma que suas expectativas estão sendo superadas. “Minhas farmácias estão em cidade pequena, e a atenção do contador fica dividida em vários segmentos. É natural que ocorra um melhor estudo do negócio e um atendimento diferenciado ao encontrarmos um escritório que trabalha somente com farmácia. É como comparar um médico generalista com um especialista”, avalia José Luiz.

Em pouco tempo, suas empresas conseguiram uma redução significativa na redução dos impostos depois que o enquadramento tributário foi alterado para o Lucro Real. Existe uma tendência em se pensar que o Simples Nacional é sempre a opção mais barata, o que nem sempre é verdade. “Impossível dar conta sozinho das regras tributárias e contábeis do varejo farmacêutico. Com um escritório especializado, já economizamos uma quantidade suficiente para quitar seis meses de honorários da nossa nova contabilidade”, comemora o empresário.

A drogaria do empresário Henrique Badaró passou a pagar R$ 20 mil a menos por ano de imposto depois que migrou para uma contabilidade especializada em varejo farmacêutico. “O setor tem uma tributação muito complexa, regulada e monitorada. Mudar do Simples Nacional para o Lucro Real valeu muito a pena porque estamos pagando menos imposto”, ratificou.

Depois deste artigo, não restarão dúvidas de que uma contabilidade especializada em varejo farmacêutico é a melhor opção para a sua farmácia.

Assista: Farmácia passou a ECONOMIZAR R$ 37 mil/mês 😨💰com IMPOSTOS | Descomplica Farma (Ep. 16)

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação.

×