fbpx

Comércio fecha, mas farmácias permanecem abertas

Comércio fecha, mas farmácias permanecem abertas

A partir de amanhã (24/03), o comércio do Rio de Janeiro vai parar. O prefeito Marcelo Crivella determinou o fechamento obrigatório para a maioria das atividades, mas há exceções, entre elas, farmácias e drogarias.

A preocupação agora é com a circulação dos profissionais que trabalham nas farmácias e drogarias. No sábado, o governador Wilson Witzel determinou, por meio do Decreto 46.980/2020, a suspensão da circulação do transporte intermunicipal de passageiros que liga a Região Metropolitana à cidade do Rio de Janeiro.

Mas como garantir que esses profissionais cheguem ao local de trabalho?

Uma resolução conjunta da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e da Secretaria de Estado de Transporte do Rio de Janeiro disciplinou as restrições de circulação de pessoas no transporte intermunicipal.

De acordo com a resolução, profissionais de atividades consideradas essenciais, como farmácias e drogarias, podem circular livremente desde que munidos de documento de identidade profissional, carteira de trabalho ou crachá funcional acompanhado de identidade oficial, para comprovar o vínculo empregatício nos casos de eventuais barreiras nas rodovias.

Leia também: Coronavírus: fique por dentro do resumão da semana