Cuidados na hora de comprar uma farmácia montada

Veja as dicas do Cadri Awad para você que deseja comprar uma farmácia montada, mas tem medo de se meter numa furada.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Cuidados na hora de comprar uma farmácia montada
Sumário

Para quem vai comprar uma farmácia montada, o primeiro passo é verificar se o estabelecimento é viável financeiramente. Para isso, Cadri Awad, diretor do Instituto Bulla, orienta fazer o Demonstrativo de Lucros e Perdas (DLP) e o Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC). Para tanto, é preciso conhecer algumas informações sobre a farmácia que você pensa em comprar, por exemplo:

  • Qual é seu faturamento total;
  • Quanto vende de genéricos;
  • Quanto vende de similares;
  • Quanto vende de medicamentos de prescrição;
  • Qual é o percentual de perfumaria, correlatos e conveniência, se houver.

Resumindo, é necessário saber a participação de cada um desses produtos sobre o faturamento total e levantar várias outras informações.

Além do DLP e do DFC, é preciso conhecer todas as despesas do estabelecimento, o que inclui valor pago de impostos, comissões, aluguel do ponto comercial, energia elétrica, água, telefone etc.: “tudo isso para entender qual é o percentual de lucro ou prejuízo do estabelecimento que se quer comprar”, explica. Feito isso, o interessado na compra saberá se a farmácia tem ou não potencial de lucro.

Qual o potencial de lucro ou prejuízo da farmácia que você quer comprar?

Todavia, saber se a farmácia tem potencial de lucro não é suficiente. É preciso ter conhecimento sobre o fluxo de caixa dessa empresa, saber se ela está com fluxo positivo ou negativo. Isso porque, segundo Cadri, o principal é o potencial de lucratividade da farmácia. “Às vezes, você encontra boas farmácias à venda com potencial de lucro, mas estão à venda porque o dono não conseguiu ver dinheiro no caixa, embora seja uma farmácia lucrativa”, acrescenta.

Por isso, a primeira atitude é providenciar:

  • O Demonstrativo de Lucros e Perdas para descobrir o potencial de lucro;
  • O Demonstrativo de Fluxo de Caixa para saber se o caixa da farmácia está positivo ou negativo.

Para o especialista, essas duas ações são inegociáveis. “Não é possível comprar uma farmácia sem antes fazer esse levantamento e descobrir qual é o resultado que ela deixa todos os meses”, alerta Cadri.

Segundo o especialista, diariamente os classificados trazem centenas de farmácias à venda, verdadeiras minas de ouro, farmácias com potencial de lucro. “Contudo, o dono está vendendo porque não consegue transformar esse potencial em resultado na conta bancária. E o que paga as contas no fim do mês é dinheiro na conta”, afirma Cadri.

Contrate um especialista para analisar a situação da farmácia

Uma comparação elucidativa é a compra de um automóvel usado. Se você não tem conhecimento para avaliar o carro que vai comprar, provavelmente chamará um mecânico de sua confiança para verificar se esse carro usado não foi batido, se está com o motor em perfeitas condições de funcionamento e se não foi feito nenhum remendo para mascarar algum defeito grave naquele veículo. Na farmácia não é diferente. Se você vai comprar um estabelecimento já existente, precisa avaliar sua situação.

Alguns pontos que você precisa avaliar:

  • Se o percentual de determinados produtos que a farmácia está vendendo é ou não adequado para o mercado em que ela atua;
  • Se o custo da mercadoria vendida está alto ou baixo;
  • Se o desconto que a farmácia está praticando na venda está adequado.

Dessa forma, é possível, no mínimo, detectar qual é o tipo de resultado que você poderá alcançar com esse negócio ao adquiri-lo e tentar implantar mudanças para adotar uma boa gestão. “Se eu não tenho esse conhecimento, se não tenho as referências de mercado, terei que fazer o mesmo que faço quando vou comprar um carro usado: chamar um especialista”, orienta Cadri. O objetivo é descobrir informações e referências necessárias para saber como essa farmácia vai conseguir alcançar melhores resultados.

Apure quanto a farmácia tem de estoque em valores

Qual é o estoque da farmácia que está à venda e qual é o valor a preço de custo real? Com essas informações será possível saber se esse estoque está proporcional ao faturamento declarado. “Quem está vendendo tem que abrir os números da empresa. O comprador precisa ter acesso ao relatório de vendas e a algumas informações contábeis. Inclusive, se a farmácia não tiver essas informações ou não forem confiáveis, sugiro fazer um inventário contábil”, orienta Cadri.

Você precisa apurar a vida útil dos equipamentos e móveis

Qual é a situação dos equipamentos e mobiliários da farmácia? Estão em bom estado? De acordo com o especialista, o segundo passo é buscar informações sobre a vida útil de equipamentos e móveis, como as gôndolas. A conclusão sobre o percentual de sua vida útil irá determinar o grau de depreciação que será atribuído as eles.

Com base no tempo de uso, o comprador saberá se vai depreciá-los em 20%, 30%, 40%. E esse grau de depreciação somado ao valor do estoque da farmácia são importantes indicadores para avaliar se o preço cobrado pelo negócio está justo ou não.

É importante apurar os produtos próximos do vencimento

Outra dica: não basta fazer o inventário dos produtos em estoque, é preciso ter noção dos produtos que estão para vencer. “Eu já vi muitos empresários comprarem farmácias em que metade do estoque estava com data de vencimento para 60/90 dias. Imagine o tamanho do prejuízo se for analisar este estoque com base apenas no valor de custo dos produtos”, alerta Cadri.

A sugestão do especialista é tentar negociar para que os produtos próximos do vencimento sejam adquiridos no consignado. Na negociação, você pagará por aquilo que está com data de vencimento mais distante, mas o que está com validade próxima poderá ser negociado de maneira mais flexível. “Se eu conseguir vender, perfeito, eu te pago. Se eu não conseguir vender, eu não vou pagar por esses produtos. É assim que você deve negociar produtos próximos do vencimento”, orienta Cadri. Para ele, é uma forma de se pagar um valor justo sem ser lesado.

Compra da farmácia, em geral, não inclui compra do ponto comercial

Comprar o estabelecimento comercial não significa comprar o ponto, até porque a maioria das farmácias não funciona em ponto próprio, grande parte está em pontos alugados. No caso de ser um ponto próprio e o comprador quiser adquiri-lo também, será uma negociação separada, pois não se mistura o negócio com o ponto de venda físico onde ele está funcionando.

Analise os concorrentes próximos à farmácia

Concorrentes podem ser boas referências para avaliar o potencial da farmácia à venda. A recomendação do especialista é verificar se a farmácia que você quer comprar atingiu o potencial máximo de faturamento. Se não atingiu, uma das causas pode ser o erro de precificação. Uma maneira de descobrir tal falha é realizar uma pesquisa por amostragem com os principais concorrentes diretos dessa farmácia na região onde o estabelecimento está instalado.

É fundamental olhar quem são os concorrentes, quais são os principais produtos que estão vendendo e de que forma estão precificando. Tudo isso mostrará se a farmácia que você pretende comprar fez o dever de casa ou não, e ainda quais serão as estratégias que você precisará implantar depois de assumir o negócio. “Isso dará uma noção, inclusive, do nível de investimento que será preciso fazer”, acrescenta Cadri.

Para obter melhores resultados, talvez seja necessário mudar o mix de produtos ou diversificar o sortimento da farmácia em questão. O que vai indicar essa mudança é o nível de concorrência que você irá enfrentar na região onde a farmácia está instalada.

Outra dica é pesquisar o nível de serviço da farmácia e as opções de pagamento oferecidas, que são informações preciosas para criar potencial competitivo em relação aos principais concorrentes diretos daquela região.

Vantagens: carteira de clientes pronta e faturamento elevado

Comprar uma farmácia com uma carteira de clientes formada e um faturamento relevante é bastante vantajoso. No entanto, pode significar também assumir ônus que possam existir, como dívida tributária e passivo trabalhista. Você corre o risco, por exemplo, de assumir uma equipe desmotivada, com vícios de linguagem e atitudes que já vinham comprometendo o desenvolvimento do estabelecimento. Outra desvantagem é a depreciação de equipamentos, que pode te obrigar a renovar o todo o mobiliário da loja antes do imaginado.

Por outro lado, também existem vantagens em começar do zero, com uma loja totalmente planejada e antenada com as necessidades do mercado local. “Se o negócio começa bem-estruturado e com uma gestão profissional, em pouco tempo vai atingir um faturamento satisfatório ou até maior do que aquele obtido por uma farmácia já constituída.

Atenção: se você comprar o CNPJ, as dívidas (se existirem) irão com você

Se você está assumindo o CNPJ de uma farmácia, as dívidas – se houver – também serão adquiridas. “Você pode optar por comprar apenas o ponto, os equipamentos e o estoque, mas não o CNPJ. Entretanto, se optar por comprar o CNPJ também, você herda tudo, inclusive dívida tributária, fiscal e passivo trabalhista”, adverte o especialista. Por isso, exija certidões negativas de débito de todos os departamentos da empresa.

Outra vantagem de adquirir um CNPJ de uma farmácia já montada é não precisar emitir a maioria dos documentos novamente, pois a empresa virá com registro na Anvisa, Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE), licença especial – Autorização Especial (AE) – para comercializar medicamentos controlados e com o credenciamento no Programa Aqui tem Farmácia Popular. Para obter toda essa regulamentação do zero é muito trabalhoso.

Assim, se o CNPJ não apresentar os problemas citados anteriormente, comprá-lo do antigo dono pode trazer ao futuro comprador enormes facilidades.Atualmente, os novos credenciamentos no Programa Aqui Tem Farmácia Popular estão suspensos. Se conseguir, será por judicialização. Outro ponto é que as autorizações da Anvisa e da Vigilância Sanitária podem demorar meses para serem emitidas. Nesse sentido, trazer o CNPJ para o seu nome pode simplificar a sua vida de farmacista.

Mas não se esqueça de verificar se a farmácia está em dia com a Anvisa, Vigilância Sanitária e Conselho Regional de Farmácia. Às vezes, o CNPJ pode estar enrolado com os órgãos reguladores e você nem saber disso. “Tenho o exemplo de um cliente que comprou uma farmácia e apenas depois da efetivação do negócio descobriu que a loja não estava conseguindo o alvará de funcionamento da prefeitura porque o ponto comercial onde a farmácia estava funcionando foi construído de forma irregular”, conta Cadri.

Muito cuidado com o passivo trabalhista da empresa

O passivo trabalhista é a soma de todas as dívidas que o empregador possui por não cumprir as obrigações trabalhistas, deixar de pagar benefícios obrigatórios e recolher incorretamente os encargos sociais.

Por isso, a situação exige muita atenção. Todos esses possíveis problemas listados precisam ser averiguados antes da compra da farmácia, principalmente o passivo trabalhista, que é algo muito negligenciado. “Já vi gente pagar pela farmácia um determinado valor e depois descobrir que, para demitir um colaborador, a quantia era maior do que o próprio valor desembolsado pela compra da farmácia”, conta Cadri.

A sugestão do especialista é fazer um lastro para zerar o passivo trabalhista no momento da compra. “A gente chama isso de lastro ou provisão de RH, para que as dívidas trabalhistas sejam quitadas no instante em que você adquire a farmácia, começando do zero”. Do contrário, você pode estar assumindo um passivo trabalhista de 10, 15, 20 anos. Será que a empresa terá caixa para demitir esses funcionários se houver necessidade?

Nossa última dica é: conte com um bom escritório de contabilidade para assessorá-lo no processo de compra de uma farmácia. Fale com a Farma Contábil!

Assista ao vídeo completo sobre o assunto!

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação.