Por que pago um contador?

Por que pago um contador?

Se você é um empresário, já deve ter feito essa pergunta diversas vezes: por que pago um contador? Porque é obrigatório, necessário e relevante que você tenha um profissional da área contábil para lhe assessorar em diversas situações do dia a dia da empresa, até mesmo no momento de solicitar um empréstimo bancário.

Infelizmente, nem sempre as experiências com um contador são positivas. Provavelmente, depois de algum ruído de comunicação ou algum imposto recolhido incorretamente, você tenha chegado a pensar que um contador mais atrapalha do que ajuda. 

Entretanto, não é bem assim. Como em toda atividade, há profissionais bons e ruins. Você apenas precisa estar bem informado antes de contratar o contador da sua farmácia ou drogaria.

O primeiro passo é saber quais são as atribuições básicas de um contador. Aqui estão as principais delas:

  • Preencher e arquivar documentos legais necessários para a operação da empresa;
  • Garantir que o seu negócio esteja em conformidade com a legislação tributária e fiscal;
  • Elaborar e enviar declarações;
  • Manter o registro da empresa atualizado e em conformidade com as exigências dos órgãos governamentais;
  • Manipular a folha de pagamento para garantir que todos os funcionários tenham os salários tributados corretamente.

Mas as funções de um contador são bem mais amplas. Profissionais atualizados, antenados com as mudanças mais recentes e abertos ao diálogo podem ser chamados de “contador consultor”, porque o trabalho deles vai além de fazer a folha de pagamento e gerar as guias do mês. As contribuições do contador consultor ultrapassam as barreiras do operacional e chegam ao campo da consultoria, da orientação, da parceria.

O contador consultor é aquele profissional que auxilia o empresário na análise de toda a gestão do negócio, tendo como base uma escrituração contábil bem-feita e confiável. Por isso, sim, você deve ouvir o seu contador antes de pedir um empréstimo bancário ou sobre qualquer outra tomada de decisão na gestão da empresa.

Esse novo tipo de contador também pode atuar no diagnóstico de possíveis problemas, apontando soluções e oferecendo suporte na tomada de decisão.  Um exemplo é atuar juntamente com o departamento pessoal da empresa, fornecendo orientação especializada para que sejam evitadas multas e processos trabalhistas.

Outro exemplo é o planejamento tributário adequado. Como saber em qual regime enquadrar a farmácia? Qual seria a melhor opção: simples, lucro presumido ou lucro real? O contador consultor é a pessoa mais indicada para reduzir os custos da empresa com tributos e, consequentemente, aumentar os lucros, sem sonegar e de acordo com as normas em vigor.

Com o cruzamento eletrônico dos dados, que está cada vez mais constante, eficaz e digitalizado, as empresas precisam tomar muito cuidado na apuração dos impostos. É muito arriscado informar valores diferentes daqueles que realmente foram faturados.

Os empresários devem ter em mente que as vendas são automaticamente declaradas à Secretaria de Fazenda (Sefaz). Portanto, antes mesmo de você informar, os órgãos públicos já sabem quanto sua empresa faturou.

Atualmente, o contador mais qualificado é aquele que, além de executar, desenvolve com a empresa as melhores estratégias para que ela pague menos imposto sem desrespeitar a legislação em vigor.

Até a próxima!